Neymar detona comissão técnica por ter ficado afastado dos gramados; entenda

O craque brasileiro dispara dizendo que queria ter voltado a jogar antes mesmo do confronto decisivo contra o Borussia Dortmund, porém acatou a decisão do PSG

Neymar Jr teve uma boa atuação na amarga derrota para o Borussia Dortmund por 2×1 no primeiro jogo da fase oitavas de final da Champions Leagueo craque aproveitou e falou no fim da partida sobre período que ficou afastado por uma fissura na costela.

Neymar queria ter voltado antes do jogo decisivo

O craque surpreendeu a todos ao revelar que teve algumas discussões com o clube para voltar a atuar anteriormente do confronto válido pela liga dos campeões. De acordo com Neymar, a decisão foi acatada por ele, no entanto, não era o que ele queria.

“Infelizmente tive que acatar isso, tive várias discussões, não curti o que eles propuseram para mim. Mas o clube é quem manda, tive que respeitar, infelizmente. Mas isso acaba sendo ruim para mim e para os meus companheiros”, disse Neymar após a partida.

O camisa 10 acatou a decisão da comissão do PSG

O brasileiro ainda explicou sobre a lesão sofrida e contou que daria tranquilamente para jogar antes do duelo contra o Borrusia Dortmund. O craque pareceu muito incomodado com tal decisão de ter o poupado durante os jogos do campeonato francês.

“Estava realmente lesionado, tinha uma fissura na costela. Mas não era nada que me impedisse de jogar. Óbvio que tive que ficar recuperando uma semana. Para o jogo contra o Lyon (9 de fevereiro) eu já meio que estava preparado para jogar, já queria jogar. Só que adiaram de novo, adiaram de novo e adiaram novamente”, revelou.

Neymar disse entender o receio do clube em perdê-lo novamente durante a fase decisiva da Champions League, porém ressaltou a importância de manter o ritmo de jogo para conseguir manter o mesmo ritmo que vinha tendo antes de se lesionar.

“Entendo o medo que o clube sofre, porque em dois anos acabei ficando fora das oitavas. Respeito as decisões, mas não pode ser assim, porque quem acaba sofrendo é o jogador. Foi muito difícil poder jogar um jogo como esse, intenso, 90 minutos sem parar. É diferente. Se estivesse em condições melhores físicas com certeza teria feito um jogo melhor”, finalizou.

Veja a entrevista completa de Neymar:

 

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

error: O conteúdo está protegido !!